Segundo a Polícia Civil, vítima vinha sofrendo com sintomas típicos de envenenamento desde a Páscoa e chegou a ser internada várias vezes

Reprodução JCNET

A Polícia Civil de Dois Córregos prendeu em flagrante nesta terça-feira (12) uma mulher de 40 anos suspeita de adicionar veneno de rato conhecido popularmente como “chumbinho” a medicamento de uso contínuo da sogra, de 76 anos. Informalmente, ela confessou o crime e disse que tinha mágoa da vítima pela forma com que ela tratava o seu filho.

De acordo com o delegado titular de Dois Córregos, Márcio Leandro Moretto, a acusada, que não teve a identidade divulgada, era responsável por medicar a sogra. Há quinze dias, a família da idosa contratou uma cuidadora, que passou a assumir essa função.

Na semana passada, a funcionária descartou uma cápsula de remédio após suspeitar que ela havia sido manipulada. “Foi dada orientação a cuidadora para que, no caso de novamente perceber algo suspeito, avisar dois sobrinhos da vítima”, explica Moretto.

Nesta terça-feira (12), a idosa recebeu visita da nora. “Antes de sair da casa, ela passou a insistir para que a medicação fosse administrada na sua frente, fato que não ocorreu. Com a saída dela, a cuidadora percebeu que a embalagem com medicação havia sido violada”, diz.

Curta e Compartilhe: