Rapaz disse a polícia que sofre com Depressão e que matou a mãe para que ela não sofresse

Bora Lá

Um jovem de 20 anos foi preso na madrugada deste domingo, 14, suspeito de matar a mãe com 31 facadas no bairro Jardim 2000, em Itápolis, no interior de São Paulo. Luzia Aparecida Oraveis, de 50 anos, foi encontrada no chão de casa e chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

De acordo com a polícia, o crime teria ocorrido depois de uma discussão entre mãe e filho. A vítima foi atingida nas regiões do rosto, tórax, abdômen e braços.

De acordo com o boletim de ocorrrência, Lucas Oraveis contou que tinha a intenção de tirar a própria vida, mas que não queria deixar a mãe com o peso da morte do filho e decidiu matá-la primeiro para que ela não sofresse.

O rapaz entrou encapuzado e com várias facas nas mãos no cômodo onde Luzia descansava. O primeiro golpe na região do tórax acordou a vítima e desencadeou as tentativas de defesa e cortes pelo corpo.

Ainda segundo o registro, vizinhos acionaram os policiais que arrombaram a porta e encontraram Luzia caída no chão, com ferimentos de faca. Foram identificadas 31 marcas de perfuração. Ela chegou a ser socorrida, mas chegou sem vida no hospital.

Policiais foram chamados após gritos serem ouvidos vindos do imóvel. O suspeito Leonardo Oraveis foi localizado e detido no telhado da casa. No quarto dele, os agentes encontraram 287 pinos de cocaína.

Oraveis estava apenas de cueca e foi levado para a delegacia, segundo a polícia. Vizinhos contaram que eram comuns suas brigas com a mãe por causa do envolvimento com as drogas. Autuado em flagrante por homicídio doloso, ele também será investigado por suspeita de tráfico de drogas.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jaboticabal (SP) e já foi liberado para enterro na manhã de segunda-feira, em Itápolis. Leonardo está detido na delegacia de Ibitinga (SP) e irá passar por audiência de custódia.

Leonardo foi preso após o crime em Itápolis — Foto: Reprodução/Facebook
Curta e Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *