Motociclista publicou um vídeo desafiando cabo e equipe da PM

Um vídeo gravado por um motociclista, morador de Bocaina, desafiando a Polícia Militar e divulgado através das redes sociais. No vídeo o morador diz que em Bocaina o “cadê os homi”, “baguio é loco” ,”cadê Cabo Lourenço?”.

O vídeo gravado no domingo (07) em uma avenida da cidade mostra ainda dois motociclistas que passam em alta velocidade apostando o chamado “pega”.

O Cabo da PM que o morador se refere presta serviços na cidade de Jaú e possui um canal no Youtube onde publica os registros das operações policiais realizadas pela ROCAM  (Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas), entre elas, perseguições a condutores que desobedecem a ordem de parada dos policias.

O autor do vídeo, José Augusto Ferreira diz que publicou o vídeo em um grupo de motociclistas. O que o motociclista não imaginava é que o vídeo chegaria ao destinatário, o Cabo Lourenço.

O morador acabou sendo identificado pela Polícia e disse que tudo não passou de uma “brincadeira de mal gosto”.

José Augusto disse que levou um susto quando foi procurado em casa pelo policial e que foi orientado sobre sua conduta.  No vídeo José Augusto não pratica o “racha” mas incentiva a sua prática.

 

Nesta quarta-feira (10), após a repercussão negativa do fato o morador escreveu uma carta e gravou também um vídeo onde pede desculpas ao Policial e também para equipe da PM sobre sua postura. Na gravação o morador se compromete, dizendo que é um cidadão de bem e que não participará e não influenciará ninguém a praticar qualquer atitude incorreta mediante a da lei e que respeita o trabalho da Polícia Militar.

A reportagem não conseguiu falar com o Cabo Lourenço.

O crime de racha é previsto pelo Código de Trânsito Brasileiro,  as penas variam de seis meses a três anos de detenção, multa além de suspensão e proibição de se obter carteira de habilitação. As penas podem aumentar se a prática resultar em lesão corporal grave ou morte entre três e dez anos de prisão.

 

Curta e Compartilhe: